Constelação sistêmica familiar e organizacional

A partir da observação de fenômenos, vistos de diversos problemas apresentados pelas pessoas,  Bert Hellinger, há mais de 40 anos, percebeu que para um sistema familiar permanecer em harmonia deveria seguir três princípios básicos. O Pertencimento, onde todos tem igualmente o direito de pertencer, o Equilíbrio, no que se refere ao dar e receber e a Hierarquia, onde o mais antigo vem primeiro na sequência em relação aos mais novos, o qual denominou as “ Ordens do Amor”. Assim percebeu que traumas dentro de um sistema familiar podem passar de geração a geração. E também dentro de um sistema organizacional da mesma forma.

As constelações sistêmicas, desenvolvem-se da seguinte forma, pessoas são convidadas a representar membros da família de alguém, onde quando em suas posições percebem  os mesmos sentimentos das pessoas representadas, mesmo sem as conhecer. Assim nessas representações aparecem fatos que estavam ocultos nesse sistema do cliente e que através dessa percepção mostram de onde veio o transtorno e como o cliente pode  resolvê-lo , para assim,  restabelecer  a ordem nesse sistema e resolver seu conflito.

Isso ocorre da mesma forma em uma empresa. São colocados representantes para as pessoas envolvidas e apresenta-se o conflito oculto sobre a questão desejada. Dessa forma o envolvido na empresa consegue identificar a origem do conflito e  perceber aonde  e como agir  para a solução do problema.

 

No comments

Sorry, the comment form is closed at this time.